diretoria-do-sindipoles-participa-de-congresso-nacional-da-cobrapol

O XVIII Congresso da Confederação Brasileira dos Trabalhadores Policiais Civis (Cobrapol) aconteceu na última semana, em Brasília. O evento onde foi eleita a nova diretoria da Entidade foi definido como um dos mais importantes de toda história. Além dos diretores do Sindicato dos Policiais Civis do Espírito Santo (Sindipol/ES) que representaram a comitiva capixaba, também estiveram presentes líderes da categoria de todo país.

O atual presidente da Cobrapol, André Luiz Gutierrez (PR) foi reeleito por unanimidade. Como representantes do Espirito Santo foram eleitos Aloisio Duboc como 1° diretor financeiro; Thomas Altoé como diretor de marketing e Walter Buffolo como Conselheiro Fiscal.

Além das eleições e da prestação de contas da Confederação, o congresso debateu importantes pautas de interesse dos policiais civis brasileiros, a exemplo da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) da aposentadoria especial.

Jorge Emílio Leal, presidente do Sindipol/ES e Thomas Altoé, presidente de Aepes e diretor de marketing da Cobrapol.
Jorge Emílio Leal, presidente do Sindipol/ES e Thomas Altoé, presidente de Aepes e diretor de marketing da Cobrapol.

Na ocasião, também foi apresentada a todos os presentes a Lei Orgânica Nacional das Polícias Civis.

O projeto tem como objetivo, acima de tudo, oferecer à sociedade uma nova configuração orgânica da instituição, para que ela tenha condições de exercer de forma plena suas funções na segurança pública e de proteger o cidadão que hoje é refém de todas as modalidades de crime.

O vice-presidente do Sindipol/ES Humberto Mileip destacou a importância do projeto para a categoria e a sociedade.

“O cargo único tem sido discutido em todo Brasil, tanto na Polícia civil como na Polícia Federal. É uma modernização essencial para que o trabalho seja cada vez melhor executado na defesa da sociedade que tanto vem sofrendo com os altos crimes no país”, destaca.

Veja o projeto.

 

Para o presidente do Sindipol/ES, Jorge Emílio Leal, essa integração sindical é fundamental na luta pelos direitos, garantias e prerrogativas dos profissionais de segurança pública.

Jorge Emílio Leal, presidente do Sindipol/ES.
Jorge Emílio Leal, presidente do Sindipol/ES.

“Primeiro gostaria de parabenizar o Gutierrez por ter sido reeleito. É uma grande pessoa que tem feito um ótimo trabalho. É muito importante a interação da representação sindical dos policiais civis tanto em nível estadual e federal para discutir as diferenças, as demandas e todos os problemas que envolvam a polícia judiciária no Brasil. É essencial que os policiais tomem conhecimento do caos que se encontra a polícia civil brasileira, para buscar soluções a fim de se alcançar um polícia civil eficaz, cidadã, valorizada e reconhecida”, disse.

 

JUNTOS SOMOS FORTES, UNIDOS SOMOS IMBATÍVEIS