sindipol-entra-na-justica-para-garantir-que-policiais-embarquem-armados-em-avioes

Para Sindicato dos Policiais Civis do Espírito Santo, proibir o embarque de policiais armados em aviões fere os direitos e as prerrogativas dos profissionais de segurança pública de todo o Brasil, limitando o poder de polícia.  

O Sindipol/ES e Sinpol/DF saíram em defesa dos policiais civis. No Espírito Santo, o Sindipol/ES moveu uma Ação Civil Pública com um pedido de liminar tutelar de urgência para que a Agencia Nacional de Aviação Civil (ANAC) reveja essa determinação.  A Ação Civil pede que a ANAC anule as resoluções publicadas em 2018 que impedem o porte de arma para os policiais civis capixabas, aposentados ou da ativa em aeronaves.

Jorge Emílio Leal, presidente do Sindipol/ES, explicou que o sindicato entende que a determinação da ANAC é mais uma medida de segurança em áreas aeroportuárias, entretanto, Jorge Emílio ponderou que policiais trabalham 24 horas por dia, diuturnamente, em regime de dedicação exclusiva, comprometimento integral com as atividades e atribuições policiais em defesa da sociedade.

“Os policiais estão sempre protegendo a sociedade, mesmo nos horários de folga. Por isso, é necessário que eles  estejam sempre armados. É uma questão de segurança para o profissional. E no caso de aeronaves, sabemos que a Polícia Federal atua nos aeroportos e pode distinguir quem está armado por necessidade profissional ou não. Um policial armado dentro de um avião pode até salvar vidas, caso algum imprevisto aconteça”, frisou.

Jorge Emílio Leal, presidente do Sindipol/ES
Jorge Emílio Leal, presidente do Sindipol/ES

O presidente do Sindipol/ES lembrou que há pouco tempo também tentaram proibir a entrada de policiais armados nos fóruns e no Tribunal de Justiça do Estado, mas no Rio Grande do Sul, por exemplo, um policial civil prestava depoimento no fórum quando bandidos armados invadiram o local para matar a juíza.

“Foi o policial civil que salvou a vida daquela juíza. Existe segurança no forúm e mesmo assim bandidos armados por pouco não assassinaram uma juíza dentro do fórum. Agora, se aquele policial que estava prestando depoimento não estivesse armado? O que iria acontecer? As pessoas precisam entender que policial é atividade de risco e os profissionais precisam andar armados para se protegerem e protegerem a sociedade”, finalizou.

JUNTOS SOMOS FORTES, UNIDOS SOMOS IMBATÍVEIS!!!