renato-casagrande-declara-apoio-aos-policiais-civis-capixabas-e-ao-trabalho-do-sindipol

Eleito em primeiro turno, Casagrande está em contato com o Sindicato dos Policiais Civis do Espírito Santo e disse que vai dar mais estrutura para a Polícia Civil. Novo governador do Estado tem a missão de acabar com uma das piores crises na segurança pública que o capixaba já enfrentou.

Mudanças significativas na Segurança pública, esse foi o tema que elegeu policiais civis e militares para a Câmara dos Deputados, para o Senado e para a Assembleia Legislativa. Para o Governo do Estado não foi diferente. Em suas primeiras entrevistas após ser eleito governador pela segunda vez, Renato Casagrande disse que vai liderar pessoalmente o combate à criminalidade no Espírito Santo.

“Eu quero dar prioridade à Segurança Pública porque é uma área muito transversal, nós não podemos colocar na responsabilidade do policial todo o enfrentamento ao crime porque a Segurança Pública tem a ver com a nossa família, com os investimentos públicos em Educação, Saúde, Cultura e Emprego, então isso é uma tarefa do governo”, disse.

Policiais Civis entregam pauta de reivindicação a governador eleito.
Presidentes do Sindipol/ES, Aepes e Agenpol entregam pauta de reivindicação ao governador eleito no Espírito Santo.

Antes mesmo de ser lançar candidato ao Governo pela segunda vez, Renato Casagrande esteva em contato direto com o Sindipol/ES, ouvindo propostas e discutindo junto a diretoria do sindicato a melhor forma de valorizar o policial civil capixaba e reestruturar a Polícia Civil como um todo. Casagrande esteve na sede do Sindipol/ES e disse que tem respeito e admiração pelo trabalho realizado pelo Sindicato dos Policiais Civis capixabas.

“Esse é o exemplo de um governador aberto ao diálogo, que entende a necessidade da conversa, do debate e do respeito ao servidor público. Os policiais civis e militares foram humilhados e incapacitados de desempenharem suas funções com excelência por causa da falta de políticas estruturantes. Esperamos que isso mude agora”, pontuou Jorge Emílio Leal, presidente do Sindipol/ES.

Atualmente, dezenas de delegacias necessitam urgente de reformas, falta verba de combustível para viaturas e, além disso, a defasagem superior a 60% no quadro de policiais ativos interfere diretamente nas investigações de crimes, o que favorece a impunidade dos criminosos.

“Não queremos injustiças, principalmente com os profissionais da segurança pública. Nossa prioridade também será a retomada de obras paradas, o Sindipol/ES já relatou que obras de delegacias foram paralisadas”, finalizou Renato Casagrande.  

O Sindicato dos Policiais Civis do Espírito Santo parabeniza Renato Casagrande, eleito em primeiro turno, e espera que o novo governador do estado implante uma política consistente e estruturante na área de segurança pública. O Sindipol/ES segue vigilante na luta pelos direitos e prerrogativas dos policiais civis capixabas.  

JUNTOS SOMOS FORTES, UNIDOS SOMOS IMBATÍVEIS!!!