policiais-civis-recebem-elogio-na-ficha-funcional

Homenagem merecida. Os policiais civis envolvidos na investigação do assassinato do policial Elias Borrete receberam o elogio de “Servidor Destaque” da Segurança Pública e Defesa Social Capixaba. A publicação foi feita nesta segunda-feira (15), no Diário Oficial do Espírito Santo (DIO/ES) e contemplou ao todo 36 profissionais.

A Secretaria do Estado de Segurança Pública (Sesp/ES) destacou que o êxito na operação só foi possível graças ao profissionalismo e agilidade dos policiais civis. Foram presos a esposa da vítima que foi identificada como mandante do crime e o intermediário. As operações foram coordenadas pela 7ª Delegacia Regional de Cachoeiro de Itapemirim. Os policiais também apreenderam a arma de fogo utilizada no crime, munições, além de outros armamentos.

O caso

O investigador Elias Borrete Mariano foi morto dentro da própria casa, no dia 31 de agosto. As primeiras investigações revelaram que um homem invadiu a residência do policial, atirou no investigador e fugiu levando a arma e uma viatura descaracterizada que estava com Elias, um Ford Fiesta Sedan. O veículo foi encontrado horas depois abandonado no bairro Alto Niterói, já em Atílio Vivácqua.

O nobre policial civil era bastante querido por todos. Elias ingressou na PC/ES em dezembro de 2011 vindo da Polícia Militar. Atuando na Delegacia Regional de Cachoeiro de Itapemirim, sempre defendeu com honra e coragem a sociedade capixaba. Em sua ficha funcional constam 14 elogios, o que mostra o seu empenho e compromisso com a segurança pública capixaba.

Com o fim das investigações, a Polícia Civil identificou a esposa de Elias como mandante do crime.

Sindipol/ES destaca as investigações do caso

Para o Sindicato dos Policiais Civis, a categoria deve ser sempre valorizada. Hoje, os policiais enfrentam péssimas condições de trabalho e não têm seus direitos, garantias e prerrogativas respeitadas.

Jorge Emílio Leal, presidente do Sindipol/ES
Jorge Emílio Leal, presidente do Sindipol/ES

“Apesar de todas as dificuldades enfrentadas na atual conjuntura política Estadual como a falta de recursos humanos, materiais e de infraestrutura, os policiais têm desempenhado suas atividades com muito afinco, dedicação e louvor no cumprimento da missão policial. Por tudo isso, como diz o grande filosofo grego Aristóteles: “a grandeza não consiste em receber honras, mas em merecê-las”. E os policiais civis capixabas merecem todas as honrarias e homenagens reconhecidas pelos três poderes do Estado”, disse o presidente do Sindipol/ES, Jorge Emílio Leal.

Veja a publicação no DIO/ES.

 

JUNTOS SOMOS FORTES, UNIDOS SOMOS IMBATÍVEIS