espirito-santo-ja-registrou-847-homicidios-em-2018

Levantamento feito pelo Sindicato dos Policiais Civis do Espírito Santo (Sindipol/ES) contabilizou o número de mortes violentas entre janeiro e o final de setembro deste ano.

Dos 847 homicídios registrados, 517 ocorrências foram contabilizadas na Grande Vitória, seguida pela Região Norte com 122 assassinatos, Centro com 116 e Sul, 92. Para o Sindipol/ES os números são reflexo da política de desmonte da instituição policial e de segurança implantada pelo Estado.Wake up

Serra é líder

Entre os municípios da Grande Vitória, a Serra continua liderando e até o final de agosto registrou uma média de 144 mortes violentas, seguida por Cariacica, 119, e Vila Velha com 102.  Os números foram contabilizados a partir dos registros realizados pelo Sindicato, no Departamento Médico Legal de Vitória, e nos Serviços Médico Legal de Linhares, Cachoeiro e Colatina.

No interior do Estado, Linhares lidera o número de mortes violentas. São 46 assassinatos  até o momento. Logo atrás está Cachoeiro de Itapemirim que já registrou 36 homicídios, seguida por São Mateus, com 33 crimes contra a vida registrados.
Wake up (1)Historicamente a Serra é a número um entre as regiões do alto índice de homicídios, e o presidente do Sindipol/ES, Jorge Emílio Leal, destacou que o fechamento das unidades policiais no município no último ano é um dos fatores potenciais para o aumento da criminalidade na região.

“A situação da Serra é lamentável. Com as delegacias de André Carloni, Serra Sede e Novo Horizonte fechadas há um pouco mais de um ano, a população tem sofrido com a onda de crimes no no município que só cresce. A população não aguenta mais. Os policiais civis e o sistema público de segurança capixaba precisam de maiores investimentos e de políticas realmente estruturantes”, disse.

JUNTOS SOMOS FORTES, UNIDOS SOMOS IMBATÍVEIS