sindipoles-discute-reforma-da-previdencia-e-seus-impactos-em-reuniao-com-a-upb

O Sindicato dos Policiais Civis do Espírito Santo (Sindipol/ES) participou nesta segunda-feira (11) da reunião com a União dos Policiais do Brasil (UPB), na sede do sindicato dos Policiais Federais. Também participaram do encontro a Associação dos Agentes de Polícia (AGENPOL), Associação dos Escrivães (Aepes), o Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais (SINPRF), Sindicato dos Policiais Federais (SINPEF) e o Sindicato dos Servidores do Sistema Socioeducativo do estado (SINASES).

Os representantes de Policiais Civis, Rodoviários Federais e Federais debateram sobre a reforma da previdência e os seus impactos nas carreiras da Segurança Pública. A reforma da Previdência é uma proposta que vai prejudicar todos os trabalhadores brasileiros, em especial, os operadores da segurança pública. Por isso, o Sindipol/Es reforça que é hora unir forças e criar estratégias para que nossos heróis não sejam mais uma vez esquecidos e colocados no senso comum.

O presidente da Sindipol/ES, Jorge Emílio Leal, que também é especialista em segurança pública, lembrou que na gestão Temer, caravanas de policiais civis convocados pelo Sindipol/ES saíram do Espírito Santo e participaram de mobilizações históricas e determinantes que barraram a última proposta de reforma da Previdência.

Operadores da segurança pública não concordam com reforma da Previdência.

Operadores da segurança pública no ES não concordam com reforma da Previdência.

“Os profissionais da Segurança Pública precisam ser respeitados. Existe a necessidade real de discutir a situação desses profissionais, já que nossa atividade é de alto risco, de dedicação exclusiva e de tempo integral em defesa da sociedade. Conseguimos barrar a última proposta, se não formos ouvidos, com certeza teremos força mais uma vez para tanto”, comentou Jorge Emílio Leal, presidente do Sindipol/ES.

Humberto Mileip, vice-presidente do Sindipol/ES, ressaltou que o sindicato deve reunir a categoria para discutir e propor mudanças na reforma da Previdência apresentada pelo governo Bolsonaro.

“Em abril, o Sindipol/ES e as instituições que integram a UPB/ES realizarão um evento para discutir juntos aos parlamentares federais e autoridades do estado o impacto da atual proposta de reforma da Previdência na carreira dos operadores da segurança pública”, explicou Humberto Mileip, vice-presidente do Sindipol/ES.

 

JUNTOS SOMOS FORTES, UNIDOS SOMOS IMBATÍVEIS!!!