policiais-civis-sindicalizados-decidem-revogar-desconto-de-honorarios-advocaticios

A decisão foi tomada em Assembleia Extraordinária na última segunda-feira (29). Policiais civis sindicalizados ativos, aposentados e pensionistas votaram pela revogação do desconto de 5% sobre os valores a serem recebidos nas ações judiciais de Contingenciamento e Crédito Rotativo.

Após diversas solicitações, o Sindipol/ES convocou a categoria para discutir e reavaliar o desconto aprovado no dia 2 de maio, durante o VIII Congresso do Sindipol/ES. Por decisão da maioria, a categoria anulou o desconto de 5% dos honorários advocatícios.

O Sindipol/ES ressalta que a decisão beneficiará apenas os policiais sindicalizados, para os não sindicalizados o desconto de 20% continua valendo.

“Durante a campanha nós recebemos muitos pedidos dos policiais e entendemos que essa cobrança não é justa, tendo em vista que os policiais sindicalizados já contribuem há anos com o sindicato. Esperamos em breve também anunciar novidades do crédito rotativo”, explicou, Aloísio Fajardo, atual diretor financeiro e eleito presidente do Sindipol/ES.

Aloísio
Aloísio Fajardo, atual diretor financeiro e eleito presidente do Sindipol/ES.

CONTINGENCIAMENTO DOS SALÁRIOS

Foram anos de batalhas judiciais para equiparar os erros do contingenciamento dos salários. Em 2019, após o governo perder em todas as instâncias, a justiça homologou o pagamento da Ação de Contingenciamento para mais de 2.300 policiais. Saiba como receber.

Em maio, durante o VIII Congresso do Sindipol/ES, a diretoria apresentou as propostas do Governo e a categoria decidiu pelo pagamento nos meses de dezembro (2019) e janeiro (2020). Veja.

Ao longo do mandato da atual diretoria, as Ações de Contingenciamento e do Crédito Rotativo foram pontos de pauta das reuniões e reivindicações com as autoridades. O Sindipol/ES contratou até um escritório contábil para fazer os cálculos que foram aprovados por técnicos do Poder Judiciário.

Jorge Emílio Leal, presidente do Sindipol/ES
Jorge Emílio Leal, presidente do Sindipol/ES

“Nossa vontade é de uma Polícia Civil cada vez mais eficaz e cidadã. As decisões da justiça em favor dos direitos dos policiais civis só mostram que estamos no caminho certo para garantir que todos os direitos da categoria sejam respeitados e cumpridos”, disse Jorge Emílio Leal, presidente do Sindipol.

JUNTOS SOMOS FORTES, UNIDOS SOMOS IMBATÍVEIS