chefe-do-drh-diz-que-progressao-sera-paga-em-setembro

Diretoria do Sindicato dos Policiais Civis do Espírito Santo cobrou a Divisão de Recursos Humanos da Polícia Civil o pagamento que deveria ter sido feito no mês de janeiro de 2019. O delegado Sérgio Melo também falou sobre promoções.

Os policiais deveriam ter recebido o pagamento da progressão em janeiro de 2019. 870 policiais civis aguardam o pagamento,  a lista com os beneficiários deve sair ainda este mês de agosto,  já que deverá ser depositado pelo governo no pagamento de setembro. Foi o que disse o delegado Sérgio Melo, responsável pela Departamento de Recursos Humanos da Polícia Civil, em reunião com a diretoria do Sindipol/ES.

“O delegado Sérgio Melo nos disse que a Polícia já fez a reserva para o pagamento, deve sair no final de setembro. Sabíamos que a progressão ainda não havia sido paga e, desde janeiro, buscávamos junto ao governo uma solução para esse problema”, disse Aloísio Fajardo, diretor do Sindipol/ES.

c2fd9511-574d-49e7-b007-18f69c835179

SINDIPOL/ES TAMBÉM COBRA A PROMOÇÃO DOS POLICIAIS CIVIS

Durante o encontro com Sérgio Melo, a diretoria do Sindipol/ES cobrou uma solução para a promoção dos policiais do ciclo de dezembro de 2018, que não aconteceu. O delegado informou que está aguardando uma posição da Procuradoria do estado para encaminhar a homologação à Secretaria de Gestão e Recursos Humanos. Por outro lado, a diretoria do Sindicato apresentou uma proposta que pode evitar novos atrasos.

O Departamento de Recursos Humanos da Polícia Civil divide os recursos financeiros destinados a promoção, que correspondem a 2,5%, por cargos na Polícia Civil, o que não é suficiente para promover todos os policiais aptos.

Com base na decisão do STF, o Sindipol/ES pede que o RH da PC/ES distribua o percentual para todos os cargos da Polícia Civil. Com base no estatuto da Polícia Civil, o Supremo Tribunal Federal (STF) analisou e entendeu que só existe uma carreira na Polícia Civil, e essa carreira é composta por vários cargos.

“ Destinando os recursos disponíveis do ciclo promocional para todos os cargos e não por cargos, a Polícia Civil terá como promover todos os policiais aptos. Entretanto, caso a administração não entenda assim, o Sindipol vai buscar esse direito na justiça”, pontuou Humberto Mileip, vice-presidente do Sindipol/ES.

O Sindicato dos Policiais Civis do Espírito Santo segue lutando pela garantia de direitos e pelas prerrogativas dos profissionais capixabas.

“Não só criticamos, também apontamos soluções técnicas para problemas que persistem na Polícia Civil do Espírito Santo e desmotivam os policiais capixabas. Esse é o nosso papel. Nosso sindicalizado fica tranquilo por que sabe do nosso comprometimento”, finalizou Jorge Emílio Leal, atual presidente do Sindipol/ES.

 

JUNTOS SOMOS FORTES, UNIDOS SOMOS IMBATÍVEIS!!!