carros-apreendidos-sao-incendiados-no-norte-do-es

Os veículos apreendidos estavam na frente da delegacia de Montanha e foram incendiados durante a madrugada. Existe a possibilidade do incêndio ter sido criminoso. Nos próximos dias o Sindicato dos Policiais Civis (Sindipol/ES) vai fazer uma inspeção na delegacia para avaliar se existe risco para os profissionais.

Oito veículos tiveram perda total. Foram destruídos pelo fogo que foi controlado pela população e por policiais militares que usaram um caminhão pipa da Prefeitura de Montanha. Um policial ainda conseguiu salvar duas viaturas e um carro apreendido. A Polícia Civil e o Corpo de Bombeiros irão fazer uma perícia para saber se o incêndio foi criminoso.

FALTA DE ESTRUTURA

Para o Sindipol/ES, a falta de um pátio para guardar os veículos apreendidos é um problema que se estende para outras unidades policiais do Espírito Santo. A diretoria do Sindicato já fez diversas inspeções em delegacias. Na Grande Vitória, veículos apreendidos são roubados dentro de pátios improvisados ou na porta das unidades.

“A falta de pátio é um problema em diversas delegacias do estado. Os carros incendiados em Montanha estavam na rua, em frente à delegacia. Deveriam estar em um local fechado e de acesso restrito”, pontuou Aloísio Fajardo, presidente do Sindipol/ES.

Apesar do incêndio ter acontecido do lado de fora da delegacia de Montanha, as chamas atingiram a parede da unidade policial. Por isso, a diretoria do Sindicato dos Policiais Civis fará uma inspeção no local para avaliar se existe risco para os profissionais. Em 2012, os diretores do Sindipol/ES começaram as inspeções sindicais e encontraram delegacias em péssimas condições estruturais, com um número mínimo de policiais, com infiltrações, problemas na rede elétrica e de esgoto, levando risco aos policiais e ao cidadão. O Sindipol/ES denunciou a precariedade das delegacias ao Ministério Público do Trabalho (MPT), que criou uma força tarefa para apurar a realidade de 38 delegacias capixabas

“Já faz tempo que fazemos inspeções sindicais para pedir valorização e melhores condições de trabalho para os policiais civis capixabas e segurança para toda população. Iremos a Montanha reafirmar esse compromisso com a categoria e, caso tenha irregularidades, lutar por intervenções junto ao governo, Ministério Público e até à justiça, caso seja necessário”, finalizou o presidente do Sindicato.

“FORÇA, UNIÃO E LUTA”