policiais-terao-prazo-para-fazer-a-troca-da-nova-carteira-funcional

A corregedoria da Polícia já havia comunicado o Sindipol/ES a respeito das novas cédulas funcionais, então o nosso Diretor Jânio Araújo esteve na corregedoria esclarecendo algumas dúvidas com relação a nova Carteira.

Todos os policiais civis, ativos e aposentados terão que promover a troca de carteira até dezembro de 2019.

Para efetuar a troca da carteira, os servidores deverão agendar um horário pelo tel. (27) 3132-8282. E comparecer no SETOR DE CARTEIRAS FUNCIONAIS no dia e horário agendado com os seguintes:

  • Servidores ativos

Requerimento devidamente preenchido.
(Clique aqui para imprimir seu requerimento).

Foto 3×4 recente, preferencialmente com uma blusa de cor escura (escrever o número funcional no verso e prender junto ao requerimento com clip, não utilizar cola e grampeador para prender a foto).

OBS: É obrigatório informar SIM ou NÃO para doador de órgãos no requerimento, caso contrário a cédula não será emitida.

  • Aposentados

Requerimento devidamente preenchido.
(clique aqui para imprimir seu requerimento).

Foto 3×4 recente, preferencialmente com uma blusa de cor escura (escrever o número funcional no verso e prender junto ao requerimento com clip, não utilizar cola e grampeador para prender a foto).

Diário oficial com a aposentadoria publicada (exceto para renovação do Porte).
Carteira Funcional original.

Laudo de avaliação de aptidão psicológica para porte de arma de fogo (psicólogo credenciado pela PF) original com firma reconhecida em cartório da assinatura do psicólogo que aplicou o teste.

Documento de registro da arma junto ao SINARIM, dentro do prazo de validade.

OBS: O policial aposentado que NÃO tiver interesse em manter o porte de arma fica dispensado de apresentar o laudo de avaliação e o registro da arma.

Os aposentados que optarem pelo porte de arma, ao trocar a sua identidade funcional, será respeitado o prazo de validade especificado na carteira.
Caso a validade na carteira esteja vencida os recém aposentados que ainda não fizeram a opção pelo porte de arma e aos aposentados que optarem pelo porte, no momento da troca, será exigido novo laudo de avaliação de aptidão psicológica.

“FORÇA, UNIÃO E LUTA”