o-legado-da-copa-do-mundo-sub-17-para-os-policiais-civis-sindicalizados

O estado do Espírito Santo foi sede dos jogos da Copa do Mundo e o Sindicato dos Policiais Civis colaborou para a competição sendo centro de treinamento para 10 seleções. E o que fica dessa experiência para os policiais civis?

Além de saber que possui uma sede recreativa pronta para receber delegações internacionais, com o selo de qualidade de uma das maiores organizações esportivas do mundo, o policial civil sindicalizado vai jogar no campo de futebol totalmente preparado para atletas de alto nível.

CAMPO ANTES E DEPOIS

Para receber as seleções da Copa do Mundo, o campo do Sindipol/ES passou por melhorias e o gramado recebeu o mesmo tratamento do estádio Kleber Andrade, palco dos jogos no estado. Além disso, funcionários do sindicato receberam treinamento e aprenderam técnicas para manter o gramado no padrão FIFA.

As traves foram trocadas e novas traves móveis adquiridas pela FIFA também ficaram para o Sindipol/ES. O banco de reservas foi reformado, dando mais conforto para os atletas policiais e seus convidados. O Sindipol/ES também recebeu da FIFA uma máquina de corte do gramado, uma máquina de pintura e barreira para treinamento.

A Copa do Mundo Sub-17 terminou no último final de semana com a vitória da seleção brasileira, que conquistou o tetracampeonato. Ao longo da competição que começou em outubro, o Sindicato dos Policiais Civis do Espírito Santo recebeu algumas das principais seleções do mundo, como Itália, Espanha, Argentina e a atual campeã europeia da categoria sub-17, a equipe da Holanda.  A sede recreativa do Sindipol/ES também foi o Centro de Treinamento para Camarões, Estados unidos, Equador, Senegal, Tajiquistão e Japão.

Para ser centro de treinamento, o sindicato teve que atender diversas exigências internacionais, comprovando o comprometimento da diretoria com o dinheiro do policial sindicalizado.

“FORÇA, UNIÃO E LUTA”

1 COMENTÁRIO