sindipoles-une-forcas-com-cobrapol-pela-aposentadoria-dos-policiais-civis-brasileiros

Diretores do Sindipol/ES estão em Brasília visitando os gabinetes dos parlamentares e buscando apoio para minimizar os impactos da Reforma da Previdência para os policiais civis.

Assim como nos últimos anos, mais uma vez a diretoria do Sindicato dos Policiais Civis do Espírito Santo (Sindipol/ES) enviou uma comitiva para Brasília. Atendendo ao pedido da Confederação Brasileira dos Trabalhadores Policiais Civis (Cobrapol), o Sindipol/ES foi à capital do país para falar da PEC 133/2019 (PEC Paralela da Previdência) e propor alterações para minimizar as mudanças negativas da Reforma previdenciária para os policiais civis.  Junto com a Cobrapol, os diretores do Sindipol/ES e de organizações sindicais de todo o Brasil, pedem, com a PEC paralela e com outras sugestões, uma garantia constitucional para que os policiais civis tenham o mesmo tratamento assegurado aos policiais militares.

“Essa é uma condição fundamental para que as Reformas estaduais não ameacem a aposentadoria policial, como hoje acontece em vários estados da Federação”, explicou Átila Mendes, diretor do Sindipol/ES.

A PEC 133 já foi aprovada no Senado Federal e, hoje, está em tramitação na Câmara dos Deputados. Por isso, os dirigentes sindicais estão indo aos gabinetes dos parlamentares buscar apoio.

“Estamos entregando em mãos a Proposta de Emenda à Constituição (PEC 133) e buscando apoio aos parlamentares. O que queremos é minimizar os danos que os policiais civis tiveram na aposentadoria, além de direitos e regras iguais aos da Polícia Militar. Entendemos que foi justa a Reforma aprovada para os militares, mas não entendemos por que a proposta aprovada foi diferente para os policiais civis”, explicou Humberto Mileip, diretor do Sindicato dos Policias Civis do Espírito Santo.

WhatsApp Image 2020-02-11 at 12.54.28
Dirigentes sindicais lutam pela aposentadoria dos policiais civis em Brasília.

Se antecipando ao chamado da Cobrapol em Brasília, no Espírito Santo, a diretoria do Sindipol/ES conversou e se reuniu com o deputado Felipe Rigoni, na última semana. Veja aqui. Desde a época do governo Temer, o Sindicato dos Policiais Civis está na linha de frente das manifestações sobre a Reforma da Previdência e participou de mobilizações históricas em Brasília.

“Nossa luta é pelo direito da aposentadoria e não vamos medir esforços. Já ocupamos o Congresso nacional uma vez e mostramos do que policiais civis unidos são capazes. Esperamos que os parlamentares tenham discernimento e entendam a importância de se valorizar o policial civil brasileiro”, finalizou Humberto Mileip, diretor do Sindipol/ES.

“FORÇA, UNIÃO E LUTA”