senadores-do-es-sao-contra-congelamento-de-salarios-para-policiais

Marcos do Val e Fabiano Contarato apresentaram emendas para que os profissionais de segurança não tenham os salários congelados e recebam os reajustes previstos em lei normalmente. O Sindicato dos Policiais Civis do Espírito Santo agradece aos senadores pelo apoio e atenção.

O Projeto de Lei 149/2019 que prevê o congelamento dos salários e progressões dos servidores públicos por cerca de dois será votado neste sábado (02). As regras sugeridas pelo governo Federal não incluem militares e profissionais de saúde. O presidente do Sindipol/ES, assim como outros sindicatos que representam os policiais civis em todo o Brasil, repudiou o PLP149.

“Demonstramos preocupação por que os policiais civis seguem nas ruas e atuando na linha de frente no combate a pandemia do novo coronavírus. Mais uma vez o governo Federal pune o policial civil, como fez na Reforma da Previdência, nos diferenciando dos militares. Fizemos contato com nossos Senadores da República, que sempre deixaram as portas abertas para o Sindipol/ES. Para nossa alegria, Fabiano Contarato e Marcos do Val já estavam com as emendas prontas”, explicou Aloísio Fajardo, presidente do Sindipol/ES.

CAPA NOTA MARCOS DO VAL
Senador Marcos do Val com a diretoria do Sindipol/ES.

Marcos do Val reforça que seria uma injustiça com os profissionais que, segundo o senador, estão atuando no “front” de combate à epidemia de Covid-19.

“Bombeiros, equipes de resgate, enfermeiros, médicos, policiais civis e militares, guardas municipais e policiais penais não devem estar sujeito a redução ou suspensão de reajustes salariais. Caso contrário, o Congresso Nacional estaria compactuando com uma grande injustiça neste tempo tão terrível, argumentou Marcos do Val.

Em abril, o senador Marcos do Val apresentou ao Senado Federal Projeto de Lei que estabelece, caso seja aprovado, a concessão de pensão especial, de caráter indenizatório, mensal, vitalícia e intransferível, aos dependentes dos profissionais da segurança pública e da saúde que, no exercício de sua atividade, vierem a falecer em consequência da pandemia causada pelo novo coronavírus (Covid-19). veja aqui

Sobre o congelamento dos salários, o senador Fabiano Contarato disse que é preciso reconhecer os verdadeiros heróis Brasil.

“Profissionais de segurança e de saúde estão se arriscando diariamente para combater o vírus, salvar vidas e garantir o equilíbrio e a paz social. É justo, portanto, que estejam protegidos de quaisquer tentativas de redução de remuneração e de suspensão de reajustes salariais. É o mínimo de reconhecimento que podemos dar aos nossos verdadeiros heróis”, justificou Fabiano Contarato na emenda ao PLP 149/2019.

FORÇA, UNIÃO E LUTA