sindipol-es-consegue-novidades-sobre-acao-do-credito-rotativo

De acordo com a juíza, a expedição das Requisições de Pequeno Valor (RPV) deve acontecer ainda em julho. Nesta segunda-feira (06/07), a diretoria do Sindicato dos Policiais Civis do Espírito Santo se reuniu com a juíza responsável pela ação do Crédito Rotativo e reforçou a importância dos policiais civis receberem os valores. 

“Argumentamos que seria justo que os acordos fossem mantidos para a categoria receber os valores da ação judicial, já que os policiais civis estão na linha de frente no combate a pandemia. Pedimos o pagamento o quanto antes”, explicou Rodrigo Nascimento, coordenador do Departamento Jurídico do Sindipol/ES.

As atividades presenciais do Poder Judiciário continuam suspensas, porém, o Sindipol/ES conseguiu manter contato com a juíza. De acordo com o coordenador do Departamento Jurídico do Sindipol/ES, a juíza das Varas dos Feitos, onde a ação do Crédito Rotativo está tramitando, sinalizou positivo para a expedição das RPVs.

Ela explicou que trabalha com a possibilidade de expedir as Requisições de Pequeno Valor (RPV) ainda em julho.

“É importante que a categoria saiba o que está acontecendo e tenha clareza da situação. Foi uma vitória, mais um passo para finalizar essa ação que repara injustiças históricas que os policiais civis sofreram”, disse Aloísio Fajardo, presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Espírito Santo.

A juíza também esclareceu que o pagamento será individualizado. Jânio Araújo, diretor dos aposentados pelo Sindipol/ES e representante do Sindicato nacional dos aposentados no Espírito Santo, destacou a importância de conseguir e manter contato com a juíza responsável pela ação do Crédito Rotativo.

“A reunião com a juíza do Rotativo foi muito animadora.  Ela foi muito receptiva e se sensibilizou com a situação vivida pelos policiais civis do Espírito Santo que fazem parte do trabalho considerado essencial, que colocam suas vidas em risco para proteger a sociedade. Ela nos prometeu que até o final de julho as requisições de pequeno valor serão expedidas”, disse.

A diretoria do Sindicato dos Policiais Civis do Espírito Santo já está em contato com a assessoria da juíza responsável pela ação do Contingenciamento e aguarda se reunir em breve com a magistrada para tratar do pagamento dos beneficiados que renunciaram o valor excedente e da expedição de precatórios da ação judicial.

“Estamos trabalhando para que os policiais recebam os valores o mais rápido possível. O Judiciário está com os atendimentos presenciais suspensos, manter contato com a assessoria e dialogar direto com a juíza é um grande avanço para as coisas andarem”, finalizou Rodrigo Nascimento, coordenador do Departamento Jurídico do Sindipol/ES.

FORÇA, UNIÃO E LUTA