plantao-do-municipio-de-alegre-retorna-apos-mais-de-150-dias

Foi confirmado pelo Departamento de comunicação do Sindipol/ES. Após quase sete meses de espera, voltou a ter plantão na delegacia de Alegre nesta terça-feira (07). O retorno dos plantões em Alegre é o resultado do trabalho do Sindicato dos Policiais Civis do Espírito Santo (Sindipol/ES) em conjunto com o Ministério Público.  As atividades haviam sido encerradas no mês de agosto. De lá pra cá, uma série de medidas foram adotadas para que a delegacia voltasse a ter plantão. Saiba mais.

A justiça já tinha determinado o retorno imediato dos plantões na 6º Regional, mas como o Governo não havia cumprido a decisão, as contas bancárias do secretário de Segurança Pública do estado, André Garcia, foram bloqueadas na semana passada, e caso a delegacia não voltasse a funcionar á noite, nos finais de semanas e feriados, Garcia pagaria uma multa diária de R$ 240 mil reais.

Entenda o caso

Em agosto do ano passado, o plantão da 6º Delegacia Regional de Alegre foi encerrado revoltando moradores da cidade e dos municípios vizinhos.  Com o fim do plantão, as ocorrências na cidade e em outros 10 municípios registradas à noite, aos sábados, domingos e feriados passou a ser encaminhada à delegacia de Cachoeiro de Itapemirim, uma distância de quase 63 km, ou seja, mais de uma hora de carro para fazer qualquer ocorrência.

Em defesa dos policiais civis e do serviço prestado pela PC/ES à sociedade capixaba, o Sindipol/ES realizou uma audiência pública no município de Alegre. Na audiência, os diretores do Sindicato mostraram números, questionaram as justificativas da Secretaria de Segurança Pública e explicaram quais seriam as possíveis consequências para o esquema de segurança da região com o fim dos plantões em Delegacia Regional; o aumento da criminalidade.  E foi o que aconteceu.

Foi após uma ação na justiça do MP, no dia 12 de setembro, que a juíza Graciene Pereira Pinto determinou que o plantão na 6º Regional retornasse em até dez dias. No entanto, a luta ainda se estendeu por mais cinco meses, até que na sexta – feira (03), o secretário André Garcia teve as contas bancárias bloqueadas pela justiça. Só depois dessa medida extrema que a 6ª Delegacia Regional voltou a ter plantão.

“Trata – se de uma grande vitória. Nossa diretoria junto com o Ministério Público se empenhou bastante para garantir esse retorno. Mandamos ofícios, entramos com ações, realizamos audiências. Gostaríamos também de agradecer ao Ministério Público ao Chefe de Polícia Guilherme Daré”, disse Jorge Emílio Leal, presidente do Sindipol/ES.

 

JUNTOS SOMOS FORTES, UNIDOS SOMOS IMBATÍVEIS