caravana-para-brasilia-policiais-civis-marcam-forte-presenca

onibus

Na manhã desta segunda-feira (17), dois ônibus saíram lotados em caravana rumo à Brasília com profissionais de Segurança Pública do Espírito Santo.  Os trabalhadores irão participar de uma manifestação organizada pela União dos Policiais do Brasil (UPB) contra a Reforma Previdenciária. 

O manifesto será na próxima terça – feira (18) e contará com a presença de policiais civis, federais, inspetores penitenciários e agentes socioeducativos de todo país. Sindicatos e associações de diversos estados brasileiros enviaram representantes. No ES, a União dos Policiais do Brasil (UPB/ES) disponibilizou dois ônibus e 66 agentes da segurança pública capixaba embarcaram na caravana. Fazem parte da UPB/ES o Sindicato dos Policiais Civis do Espírito Santo (Sindipol/ES), Sindicato dos Inspetores Penitenciários (Sindaspes), Sindicato dos Servidores do Sistema Socioeducativo(Sinases), Sindicato dos Policiais Federais (Sinpef/ES) e o Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais (Sinprf/ES).

Segunda – feira começa agitada na capital federal

O presidente do Sindipol/ES, Jorge Emílio Leal, já está em Brasília e participou nesta manhã de uma reunião do Conselho de Entidades, da Confederação Brasileira dos Trabalhadores Policiais Civis (Cobrapol) e da União dos Policiais do Brasil (UPB). Os líderes sindicais deliberaram importantes ações a serem tomadas na luta contra a PEC 287, que trata sobre a Reforma da Previdência. 

“Não podemos aceitar que essa PEC da maldade seja aprovada. Desde o início contra essa PEC que prejudica todo trabalhador brasileiro, principalmente os operadores da segurança pública, com a retirada do risco de vida da previsão constitucional.  Caso esse projeto passe, o policial brasileiro será o último a se aposentar no mundo. Amanhã temos mais um importante dia. Unidos, profissionais da segurança pública de todo país irão protestar contra esse absurdo”, disse, Jorge Emílio, que também é vice – presidente da Cobrapol.

O ato público dos profissionais de segurança pública do país será nesta terça-feira (18), em Brasília. 

 O jogo o virou, mas a mobilização continua

São necessários 308 votos dos deputados para que a PEC 287 seja aprovada. Porém, depois de vários pedidos e manifestações de profissionais de segurança pública, alguns parlamentares mudaram de opinião.  De acordo com a reportagem do Estadão, atualmente, o placar da PEC da Previdência está assim: 101 parlamentares a favor (86 com ressalvas) e 275 contra. 137 estão indecisos. No ES, a pressão das organizações sindicais que compõem UBP/ES foram decisivas e alguns deputados mudaram de lado.  Dos 10 deputados capixabas em Brasília, 2 são a favor, 7 contra e 1 não quis responder.  Veja aqui.WhatsApp Image 2017-04-17 at 18.46.02

A pressão das organizações sindicais que compõem a UPB surtiu efeito, mas ainda é necessária a participação efetiva de todos os profissionais do Brasil contra essa tentativa do Governo Federal de retirar os direitos dos trabalhadores para continuar mantendo os privilégios da elite que domina os três poderes.

 

JUNTOS SOMOS FORTES, UNIDOS SOMOS IMBATÍVEIS