40-policiais-para-mais-de-tres-milhoes-de-habitantes

A DFRV, delegacia responsável por Furtos e Roubos de Veículos (DFRV) atende as demandas de todo Espírito Santo e conta com um efetivo pouco superior a 40 policiais. Em fevereiro, o número de ocorrências envolvendo os crimes atendidos pela unidade triplicou. Foram 1300 registros. A expectativa é que esse número cresça ainda mais.

O Sindicato dos Policiais Civis do Espírito Santo (Sindipol/ES) realizou uma inspeção sindical na delegacia e constatou dados preocupantes.

Em 2012, o número de policiais era maior, 60. A unidade contava com cinco cartórios, e as investigações eram realizadas nos casos de:

  • Desmanche ilegal de veículos automotores;
  • Quadrilhas especializadas em roubo de veículos automotores;
  • Ladrões contumazes na prática de roubo ou furto de veículos automotores;
  • Indivíduos que se especializaram na adulteração de veículos automotores;
  • Vistorias de veículos automotores sendo: para Transferência de UF, veículos recuperados, etc;

 

Neste período, os policiais tinham tempo para desenvolver os trabalhos investigativos.

Cresce o serviço e diminui o número de policiais

Se por um lado dezenas de policiais se aposentaram e o efetivo não foi recomposto, por outro, o número de atribuições e trabalho cresceu significativamente. A DFRV possui somente dois cartórios e seus profissionais de polícia judiciária, além da confecção dos boletins, são responsáveis por apurar os casos de:

  • Furto de veículo automotor;
  • Roubo de veículo automotor;
  • Adulteração de veículo automotor;
  • Clonagem de veículos automotor;
  • Receptação de veículos automotor;
  • Apropriação indébita de veículo automotor;
  • Latrocínio envolvendo veículo automotor;

 

Com o crescimento das demandas, falta tempo para investigações, e os policiais tem sido verdadeiros heróis, se desdobrando para prestar um serviço de qualidade a toda população capixaba. Além do aumento na confecção de boletins, foram criados setores de inteligência e de fiscalização de ferros velhos, tudo sem a recomposição necessária do efetivo. 

Dos 40 policiais da DFRV, cinco estão lotados no pátio de Alterosas, e outros dois no Faça Fácil de Cariacica, ficando responsáveis pelas demandas destes locais. Nas investigações, são somente 10 policiais para atender todo estado do Espírito Santo, que tem uma população superior a três milhões.

Vale lembrar, que, a unidade é uma das que mais arrecada para o Governo do Estado e está longe de ser valorizada. As condições estruturais são precárias, as viaturas estão sucateadas, a categoria precisa de valorização. Os policiais da DFRV pedem socorro.

Veja o vídeo.

Pátio de Alterosas

O Sindicato dos Policiais Civis também esteve no pátio de Alterosas, na Serra, e constatou os mesmos problemas, faltam condições dignas de trabalho. O local está superlotado e as demandas não param de surgir.

Alterosas chega a receber uma média de 10 carros por dia. Nos finais de semana e feriado, o número pode chegar a 40. Saiba mais em.

O Sindipol/ES já tem tomado providências e vai denunciar a situação a todos os órgãos competentes.

“Desde o início da gestão, estamos realizando inspeções sindicais e denunciando as situações. Já oficiamos a Chefia de Polícia, Secretaria da Segurança e ao Ministério Público do Trabalho (MPT) que tem sido um grande aliado nessa busca de condições dignas de trabalho para todos os policiais civis. Vamos continuar nossa luta para garantir uma polícia civil cada vez mais eficaz e cidadã”, disse, Jorge Emílio Leal, presidente do Sindipol/ES.

 

JUNTOS SOMOS FORTES, UNIDOS SOMOS IMBATÍVEIS