nota-de-repudio-competencia-constitucional-da-policia-civil

O Sindicato dos Servidores Policiais Civis do Estado do Espírito Santo (Sindipol/ES) vem a público repudiar veementemente as declarações feitas pelo presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/ES), Homero Mafra, em relação ao profícuo trabalho desenvolvido pelo delegado Janderson Lube, da Delegacia de Proteção e Homicídio da Mulher, em torno das investigações do assassinato da médica Milena Gottardi Tonini Frasson.

Em reportagem publicada no jornal A Tribuna desta sexta-feira (22/09), Homero Mafra afirma que o delegado está “jogando com a torcida”, que estaria cometendo um “abuso de autoridade” e sendo “arbitrário”. A reação do presidente da OAB/ES é pelo fato de o delegado Janderson Lube, competente e sério profissional de Polícia Civil, que vem atuando a frente das apurações da infração penal que envolve o assassinato da médica, tem o objetivo de elucidar o crime de forma imparcial, ainda que isso incomode ao presidente da Ordem.

Para o Sindipol/ES, o delegado Janderson Lube, titular da DHPM, tem desempenhado um ótimo trabalho e agido estritamente dentro da lei.  O delegado Janderson Lube tem atuado de forma imparcial e buscando as apurações dos fatos, garantindo a ampla defesa do contraditório e também com a premissa da presunção da inocência, mas, como Autoridade Policial, o delegado deve e tem atuado corretamente dentro do princípio da legalidade estrita.

Por isso, o Sindipol/ES, como Organização Sindical representante de todos os Policiais Civis do Estado do Espírito Santo, repudia veementemente quaisquer críticas infundadas feitas pelo  doutor Homero Mafra, que tem usado expressões que não comungam com o cargo que ocupa, que é o de Presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Seção Espírito Santo, entidade que sempre se pautou no respeito e na defesa das demais instituições e da  ética e do Estado Democrático de Direito.

O Sindipol/ES se coloca à disposição do delegado Janderson Lube e de todos os Policiais Civis que, brilhantemente, participaram das investigações em torno do assassinato da médica Milena Gottardi. São profissionais que têm se doado ao máximo no dia a dia,  mesmo com péssimas condições de trabalho e a baixa remuneração salarial, para dar retorno satisfatório à sociedade e ao Sistema de Justiça Criminal.

Por fim, o Sindipol/ES parabeniza a toda equipe de investigação que pauta todo o seu trabalho dentro do devido processo legal, do principio da presunção de inocência e da ampla defesa e do contraditório.

 

A Diretoria

 

JUNTOS SOMOS FORTES, UNIDOS SOMOS IMBATÍVEIS

5 COMENTÁRIOS

  • Afonso
    Responder

    Esse cara, tal tô Homero é um Metido a besta que deveria se por em seu lugar e trabalhar um pouco.

  • Dou todo apoio Ao Sindipol. Parabéns pela postura.

  • Jailson tótola
    Responder

    Parabéns SINDIPOL. Atitudes assim, faz a gente sentir orgulho da nossa policia

  • Magda
    Responder

    Não Seria então o caso da OAB ( ordem dos advogados do Brasil-ES)afastar o Sr Homero Mafra da Presidência da OAB pelo menos enquanto durar esse processo sobre esse assassinato Cruel e Maligno da Médica Dra Milena Gottardi?Se a Declaração pública dele aos meios de comunicação querem denegrir o trabalho Justo do delegado responsável pelo caso?Ele não estaria também denegrindo o trabalho da OAB quando comete tal Ato fazendo com que a população perca sua fé na OAB como está acontecendo comigo nesse momento?

  • Jorge R. Pinheiro
    Responder

    inacreditável as declarações desse homem, gente será que uma mentira, vai valer por toda verdade noticiada nos veículos de comunicação, olha de onde vem esses comentários, será que tem mais representantes da OAB-ES que age da mesmas forma. Parabéns ao Sindipol, vamos repudiar isso ai e aplaudir o trabalho de nossos Policiais.