delegacia-de-viana-faltam-policiais-para-trabalhar-e-estrutura-para-profissionais-e-precaria

Na última sexta-feira (26), o presidente do Sindipol/ES, Jorge Emílio Leal, e o vice-presidente Humberto Mileip, realizaram uma inspeção sindical na Delegacia de Viana.  O prédio onde funciona a unidade é antigo e está localizado no centro do município. Nele também funcionam a Delegacia da Mulher (DEAM) e a Delegacia de Crimes Contra a Vida da cidade.

Assim como em outras delegacias capixabas, a unidade policial de Viana também apresenta condições precárias. A inspeção do Sindipol/ES encontrou paredes com rachaduras, mofo, reboco caindo, falta de acessibilidade, rede de esgoto e elétrica deficientes, além da presença de pombos que colocam a saúde do policial e do cidadão em risco. Precariedades que comprometem as condições de trabalho e tornam o ambiente insalubre.

Um policial para cada 3375 habitantes

Como em as outras Delegacias do Estado, também faltam policiais civis para trabalhar em Viana.  Hoje, a população vianense conta com quatro policiais na Delegacia da mulher, seis na Crimes Contra a Vida e seis na 16ª Delegacia de Policia. São 16 policiais ao todo que atendem cerca de 54 mil habitantes, distribuídos em mais de 50 bairros.

O Sindicato dos Policiais Civis do Espirito Santo (Sindipol/ES) realizou um levantamento e constatou que na contramão do crescimento populacional, o efetivo da policia civil despencou. Em todo o Estado a defasagem geral é de aproximadamente 60%. Veja a matéria

Segundo o vice-presidente do Sindipol/ES, Humberto Mileip, hoje, a PC/ES conta com um efetivo de 2200 policiais, um número drasticamente reduzido se comparado com o crescimento da população.

Para o presidente do Sindipol/ES, Jorge Emílio Leal, as péssimas condições de Delegacia de Viana e o baixo efetivo policial são resultados da ausência de políticas públicas estruturantes.

“A situação da Delegacia de Viana e de todas as outras unidades do Estado é preocupante. Nós temos denunciado e tomado todas as medidas cabíveis para reverter essa situação caótica. O Sindipol/ES por meio de ações judiciais tem cobrado a reestruturação do efetivo policial e melhores condições de trabalho para o profissional da PC/ES”, disse.

Veja fotos

 

JUNTOS SOMOS FORTES, UNIDOS SOMOS IMBATÍVEIS!!!