a-historia-se-repete-mais-uma-vez-a-dp-de-iconha-e-invadida-pela-lama-depois-de-uma-forte-enxurrada

Parece até replay, mas não é. No último sábado, por volta das 16h, uma tromba d’água atingiu a cidade e a enxurrada novamente inundou toda a delegacia.

O Sindicato dos Policiais Civis do Espírito Santo (Sindipol/ES) já denunciou a situação da unidade e vai continuar cobrando melhorias.

Localizada próximo ao rio da cidade, a casa alugada onde a unidade está instalada foi rapidamente inundada durante o temporal e ficou tomada pela lama.

Com isso, alguns equipamentos de trabalho e materiais apreendidos ficaram danificados.

Essa já é a segunda ocorrência envolvendo alagamento. Em 2016, após a cidade ser atingida por uma forte enxurrada a delegacia ficou com os serviços suspensos por alguns dias e diversos documentos e materiais apreendidos foram perdidos. Veja a matéria

Hoje, a delegacia conta com um escrivão, dois investigadores e um delegado que responde por Alfredo Chaves, Rio Novo do Sul e Iconha.  

Segundo os policiais da DP de Iconha, dessa vez os prejuízos só não foram maiores porquê os policiais de folga saíram das suas casas e conseguiram evitar maiores prejuízos.

Para o presidente do Sindipol/ES, Jorge Emílio Leal, a situação da DP de Iconha é mais um resultado da falta de políticas de investimento em segurança pública.

Jorge Emílio Leal, presidente do Sindipol/ES
Jorge Emílio Leal, presidente do Sindipol/ES

“A situação da delegacia de Iconha é crítica. Os policiais não podem permanecer em um local onde já tiveram dois incidentes com alagamento. É vergonhoso. Nós temos acompanhado a situação das delegacias de todo Estado, movendo ações judiciais para reverter essa situação caótica e vamos cobrar pra que a delegacia seja realocada o mais rápido possível”, disse.

Fotos

 

 

 JUNTOS SOMOS FORTES, UNIDOS SOMOS IMBATÍVEIS