departamento-juridico-do-sindipoles-avanca-na-luta-pelo-pagamento-do-adicional-de-insalubridade

Na decisão, favorável ao Sindicato, a juíza nomeou um perito e determinou que fossem apuradas e produzidas as provas documentais que atestem as condições de insalubridade dos locais onde os policiais exercem suas atividades.

Com isso, o Departamento Jurídico do Sindicato dos Policiais Civis do Espírito Santo (Sindipol/ES) avançou mais uma vez na luta pelos direitos do Policial Civil.

“Essa é só a primeira fase do processo, mas para o Sindipol significa uma grande vitória e um avanço pelos direitos dos Policiais Civis”, disse, Jorge Emílio Leal, presidente do Sindipol/ES.

O processo

Na ação ajuizada pelo Sindipol/ES é requerido à condenação do Estado e o pagamento do adicional de insalubridade a todos os Policiais Civis, ativos e inativos, que exercem ou exerceram trabalho em locais insalubres, tanto no DML de Vitória quanto nos SMLs de todo o Estado.

A ação foi expedida no último dia 19 após a decisão da juíza da 4ª Vara da Fazenda Pública Estadual, Municipal, Registros públicos, Meio Ambiente e Saúde. Agora o próximo passo será aguardar pela análise pericial e comparecer a uma nova audiência onde serão apresentados os resultados.

Jorge Emílio Leal, presidente do Sindipol/ES
Jorge Emílio Leal, presidente do Sindipol/ES

“Esse foi só o primeiro passo da caminhada e estamos trabalhando incessantemente para que essa ação se torne mais uma vitória para os nossos sindicalizados, e, vamos continuar na luta para garantir que todos os direitos sejam respeitados e cumpridos”, concluiu Jorge Emílio, presidente do Sindipol/ES.

 

JUNTOS SOMOS FORTES, UNIDOS SOMOS IMBATÍVEIS