atencao-aposentados-criada-a-comissao-que-vai-avaliar-os-documentos-dos-policiais-interessados-em-retornar-ao-trabalho

Nesta quinta-feira (12), foi publicada no Diário Oficial a decisão que institui a Comissão de Seleção que vai analisar e avaliar a documentação entregue pelos policiais civis aposentados interessados em retornar as atividades profissionais. Veja a publicação

A comissão é formada pelo presidente da Academia de Polícia (Acadepol), o delegado Joel Lyrio, dois investigadores e um escrivão.

O Sindicato dos Policiais Civis do Espírito Santo (Sindipol/ES) informa aos aposentados que o prazo para entrega da documentação foi encerrado no último dia sete (7) e lembra aos aposentados que todo o processo seletivo é organizado e de responsabilidade da Acadepol.

Com isso, os candidatos inscritos devem aguardar pela divulgação do resultado preliminar da seleção que será divulgado 15 dias depois da avaliação.

Serviço Voluntário de Interesse Policial – SVIP

O retorno dos policiais civis aposentados foi regulamentado pelo Projeto de Lei Complementar 850/17 após várias reuniões e ofícios encaminhados pelo Sindipol/ES pedindo agilidade ao processo. Já que a PC/ES que sofre com a defasagem de 60% do seu quadro operacional.

O objetivo do projeto é reaproveitar a experiência qualificada dos profissionais aposentados no exercício das tarefas técnico-administrativas, como atendimento ao público, lavratura de boletins de ocorrência, preenchimento de formulários, entre outras atribuições.

Porém, para o Sindicato, o projeto é apenas uma medida paliativa que não deve virar regra, pois só concurso público recompõe o quadro operacional que está em defasagem.

Ao todo, foram disponibilizadas 35 vagas de imediato e 250 para o cadastro de reserva e a contratação será por dois anos, podendo ocorrer prorrogações.

Já remuneração é no valor de R$ 2.500,00 por mês, sujeito aos descontos previstos por lei, para uma jornada de 40 horas semanais.

O presidente do Sindipol/ES, Jorge Emílio Leal, pontuou que o Sindicato tem acompanhado todo o processo de seleção dos PC aposentados.

“Foram várias reuniões reivindicando a regulamentação do projeto para garantir que ninguém seja prejudicado. Nós estamos atentos para que as atividades dos policiais que estão na ativa não recaiam sobre que os policiais aposentados que desejam retornar ao trabalho. Estamos atentos”, disse.

JUNTOS SOMOS FORTES, UNIDOS SOMOS IMBATÍVEIS