populacao-capixaba-reprova-qualidade-de-servicos-oferecidos-pelo-governo-paulo-hartung

De acordo com a pesquisa de opinião feita pelo Instituto Futura, os capixabas estão insatisfeitos com os serviços públicos de segurança, saúde e educação oferecidos pelo Governo do Espírito Santo.

800 pessoas de 20 cidades do Espírito Santo foram entrevistadas na pesquisa do Instituto Futura. Segurança e saúde estão entre os serviços mais rejeitados pela população. Em segurança, 64,6% dos entrevistados avaliaram como péssima ou ruim a política do governador Paulo Hartung. Número superado pela saúde, 69%. A pesquisa mostrou ainda que 56% da população acredita que a educação do estado é irregular.

Para o Sindicato dos Policiais Civis do Espírito Santo (Sindipol/ES) os altos índices de insatisfação dos serviços são reflexos da política de contenção de gastos do Estado que reduziu nos últimos anos grande parte dos investimentos. Em especial no quesito segurança pública, o Sindipol/ES acredita que a rejeição é o reflexo da falta de valorização e de investimento nas instituições policiais e em seus profissionais.

“Temos delegacias funcionando sem policiais civis. Inquéritos estão parados e, em alguns casos, faltam materiais básicos para os policiais civis trabalharem, como papel e caneta”, explicou Jorge Emílio Leal, presidente do Sindipol/ES.

O Sindicato dos Policiais Civis do Espírito Santo pede atenção a população capixaba. O presidente lembra que estamos em ano de eleição e o eleitor precisa levar em consideração os investimentos feitos nos serviços básicos oferecidos pelo poder público.

“Temos um cenário até simples. Os dois candidatos mais fortes ao governo estadual já foram eleitos. É só avaliar o que eles fizeram antes. Quem investiu mais em saúde, educação e segurança? A política de qual candidato de fato deu certo no Espírito Santo. São perguntas e argumentos que devem embasar a decisão do capixaba antes das eleições de outubro”, pontuou Jorge Emílio Leal.

 

JUNTOS SOMOS FORTES, UNIDOS SOMOS IMBATÍVEIS!!!