inspecao-sindical-na-delegacia-de-ibiracu

A diretoria do Sindicato dos Policiais Civis do Espírito Santo (Sindipol/ES) inspecionou, na última semana, a Delegacia de Polícia de Ibiraçu. Por lá, foram constatados problemas que, infelizmente, já se tornaram corriqueiros em todo o Estado.

A delegacia fica no segundo andar de um prédio, mas não possuí rampas de acesso ou elevador para pessoas com necessidades especiais. A estrutura física da unidade policial está em péssimas condições.  

A delegacia possui três viaturas, uma está comprometida pelo desgaste do tempo de uso. No interior da unidade, durante a inspeção foram constatadas paredes mofadas, com rachaduras e infiltrações, teto descascando, fiação exposta, entre outros problemas.

NA DP DE IBIRAÇU TAMBÉM NÃO HÁ UM LOCAL ADEQUADO PARA MANTER OS PRESOS.

“A unidade é pequena, não tem muito espaço e nem uma sala reservada para abrigar os detentos. O que se tem é uma estrutura de ferro que mantém os presos algemados e não garante nenhuma segurança aos policiais e aos cidadãos”, disse, Humberto Mileip, vice-presidente do Sindipol/ES.

A delegacia de Ibiraçu registra aproximadamente 306 inquéritos ao ano, porém, a unidade conta apenas com quatro investigadores de polícia e um delegado que também responde pela cidade de João Neiva. São cinco policiais responsáveis por atender a demanda de uma população estimada em mais de 12.500 habitantes. Média de 2.516 pessoas para cada um policial.

“É preocupante a situação de todas as unidades da Polícia Civil no Espírito Santo. Enquanto o Governo não agir com políticas realmente estruturantes, nós vamos continuar definhando. Chega de medidas paliativas. Precisamos de políticas que valorizem os nossos policiais e garantam as condições mínimas de trabalho”, disse Jorge Emílio Leal, presidente do Sindipol/ES.

Veja as fotos.

 

JUNTOS SOMOS FORTES, UNIDOS SOMOS IMBATÍVEIS!!!