governo-atrasa-repasse-das-contribuicoes-associativas-a-sindicatos-capixabas

O repasse que é operacionalizado pela Secretaria de Estado de Gestão e Recursos Humanos (Seger) deveria ter acontecido no quinto dia útil, terça-feira (08/05), entretanto, organizações sindicais que representam os funcionários públicos do Espírito Santo, como o Sindipol/ES, ainda estão aguardando. Para o Sindicato dos Policiais Civis, além de causar transtornos, o atraso caracteriza prática antissindical e apropriação indébita.

A Seger alegou problemas técnicos para justificar o atraso, não definindo nenhuma data para regularização. A contribuição associativa é o valor mensal pago pelos funcionários públicos sindicalizados às organizações Sindicais que os representam. Entre os sindicatos que aguardam o repasse estão o Sindipúblicos, Sindsaúde, Associação dos Servidores do Detran e o Sindipol/ES.

O Sindicato dos Policiais Civis do Espírito Santo (Sindipol/ES) reforça que a demora no repasse interfere diretamente nos serviços oferecidos aos profissionais sindicalizados e atrasa os compromissos com pagamentos das organizações sindicais. Dentre eles, os salários dos funcionários dos sindicatos que dependem de renda para a subsistência de seus familiares, o funcionamento da máquina administrativa dos sindicatos e a própria missão sindical em defesa da categoria representada.

Para o Sindipol/ES, a situação compromete o trabalho dos sindicatos que lutam em defesa dos direitos, garantias e prerrogativas dos seus sindicalizados, vez que, o atraso no repasse das contribuições associativas é uma prática antissindical e pode caracterizar até mesmo uma apropriação indébita.

JUNTOS SOMOS FORTES, UNIDOS SOMOS IMBATÍVEIS!!!