SINDIPOL/ES APRESENTA OFÍCIO REQUERENDO PORTARIA PARA O ACAUTELAMENTO DE ARMA DE FOGO PARA POLICIAL APOSENTADO

Comunicação SINDIPOL-ES | 02/09/2020

news

A medida já é adotada pela Polícia Federal que instituiu Portaria regulamentando e acautelando o uso de arma de fogo para o policial federal aposentado.

A diretoria do Sindipol/ES esteve reunida nessa terça-feira (01), com o delegado-geral da Polícia Civil do Espírito Santo, Dr. José Darcy Arruda, para tratar sobre a proposição de Portaria que regulamente o acautelamento da arma de fogo institucional para o policial civil aposentado.

Para o diretor de Aposentados, Pensionistas e Saúde, Jânio Araújo, tal proposta é uma forma de reconhecer e de se fazer justiça com o policial civil que dedicou sua vida na defesa da comunidade e na luta contra o crime.

“Isso é apenas uma forma de reconhecimento pelo trabalho de 30 anos de serviço desses profissionais. Não seria justo permitir que esses policiais, após uma vida dedicada exclusivamente e em comprometimento integral à segurança pública, combatendo os mais diversos criminosos, aposentassem desarmados, sem chance de proteger a si próprios, suas famílias e a sociedade capixaba”, disse Jânio Araújo.

Já o presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Espírito Santo, Aloísio Fajardo, ressaltou a importância do projeto e agradeceu ao delegado-geral, José Darcy Arruda, que prontamente se mostrou favorável à medida.

“Essa é uma reivindicação antiga do Sindipol que entende ser necessária, tendo em vista o comprometimento do servidor com a missão policial durante sua trajetória dentro da instituição. O policial civil aposentado não deixa de ser policial. Sua imagem fica vinculada à instituição, mesmo após sua aposentadoria. Por isso, acreditamos na importância desse projeto e agradecemos imensamente todo o apoio do delegado-geral, Dr. Arruda. Esperamos que o Governo do Estado se sensibilize com o nosso pleito em reconhecimento à dedicação profissional desses policiais”, concluiu Aloísio.

FORÇA, UNIÃO E LUTA!