DIRETORIA DO SINDIPOL/ES MARCA PRESENÇA NO CONGRESSO EXTRAORDINÁRIO DA COBRAPOL

Comunicação SINDIPOL-ES | 10/11/2020

O Congresso da Confederação aconteceu em Brasília no último final de semana e foi uma oportunidade para policiais de todo o país avaliarem a proposta de Lei Orgânica Nacional da Polícia Civil (LONPC), a partir do texto discutido com a ADEPOL Brasil.

news

Ficou decidido que as propostas de emendas ao texto devem ser apresentadas e debatidas entre os policiais civis em suas regiões para serem discutidas novamente no próximo congresso, em dezembro.

De acordo com os diretores do Sindipol/ES, o Congresso da Confederação Brasileira de Trabalhadores Policiais Civis (COBRAPOL) contou com a presença de Sindicatos e Federações de Norte a Sul do país. Durante o evento, os policiais civis debateram a Lei Orgânica Nacional e apresentaram emendas até o artigo 11º.

“O Congresso cumpriu sua finalidade inicial e demonstrou o espírito construtivo dos que dele participaram, além de uma grande representatividade. Até dezembro concluiremos essa discussão da Lei Orgânica que é vital para superar as distorções hoje existentes na instituição, valorizar os profissionais da Polícia Civil e, consequentemente, fortalecer as ações da segurança pública nacional”, disse André Luiz Gutierrez, presidente da COBRAPOL.

De acordo com Gutierrez, as discussões terão continuidade no próximo Congresso, nos dias 11 e 12 de dezembro, e, se necessário, 13, também.

“Nós fomos à Brasília liberar sobre o texto da Lei Orgânica Nacional. O Ministro da Justiça e Segurança Pública deu o aval para que a COBRAPOL E ADEPOL construam o texto que deve substituir o que está atualmente no Congresso nacional”, explicou Humberto Mileip, diretor do Sindipol/ES1.

Segundo Mileip, o Sindipol/ES apresentou sugestões de mudanças ao texto original e algumas foram acatadas. Além de Humberto Mileip, os diretores Walter Buffalo, Thomaz Alto e o vice-presidente, Clóvis Guioto, marcaram presença no Congresso da COBRAPOL.

 

FORÇA, UNIÃO E LUTA