COVID-19: SINDIPOL COBRA MEDIDAS DE SEGURANÇA PARA OS POLICIAIS CIVIS

Comunicação SINDIPOL-ES | 17/03/2021

news

Diante do agravamento da pandemia no atual cenário capixaba, nessa terça-feira (16/03), o Sindipol/ES cobrou, por meio de ofício à administração da Polícia Civil, a urgente necessidade de adoção de medidas para preservar a saúde e direitos dos policiais civis.
 

No documento encaminhado ao delegado-geral José Darcy Arruda, o Sindicato relata que o aumento de casos e de óbitos provenientes da COVID-19 em nosso estado, onde atualmente todos os municípios se encontram em situação de risco de contaminação moderado ou alto e, ainda, as mais recentes medidas adotadas pelo governo do estado são justificativas plausíveis para que ações mais eficazes sejam impostas com o objetivo de preservar a integridade física dos profissionais que estão na linha de frente no combate à pandemia. 

 

Confira as solicitações feitas pelo Sindipol/ES em defesa da categoria: 

 

*Incentivo e amplitude na divulgação para utilização da Delegacia On Line, a fim de que as ocorrências possam ser realizadas de forma virtual;

 

*Instalação de placas de acrílico nas unidades policiais, onde se mantiver a necessidade de atendimento presencial, a fim de propiciar a ausência de contato físico com a população;

 

*Seja conferida a prioridade para a vacinação em favor dos policiais civis, eis que profissionais que se encontram entre as atividades essenciais que devem ser mantidas;

 

*Permitir aos policiais que possuem comorbidades exerçam suas atividades em sistema de home office, nos termos do Decreto Nº

4836-R 2021;

 

*Paralisação das atividades/sessões presenciais no âmbito do Conselho da PCES e Corregedoria;

 

*Garantia de que os policiais civis eventualmente contaminados tenham garantida o enquadramento como “doença ocupacional”.

 

“A COVID-19 está matando policiais em todo o país. Por ser considerada como atividade essencial, a polícia não para e centenas de servidores estão sendo infectados todos os dias e correndo o grave risco de infectar seus familiares. Por isso, se faz necessária que as medidas solicitadas sejam adotadas com toda celeridade possível, tendo como finalidade salvaguardar a vida e a saúde dos nossos policiais. É preciso incentivar e ampliar a divulgação da realização de ocorrências na Delegacia On Line, fornecer uma estrutura adequada e EPI’s para os policiais e, acima de tudo, promover a imediata vacinação desses profissionais, que a todo momento são solicitados para atender à sociedade”, afirmou o presidente do Sindipol/ES, Aloísio Fajardo. 

 

FORÇA, UNIÃO E LUTA!