SINDIPOL/ES FAZ REUNIÃO COM O IPAJM

Comunicação SINDIPOL-ES | 11/05/2021

news

Entre outros assuntos, durante a reunião com o Instituto de Previdência e Assistência do estado, os diretores do Sindicato dos Policiais Civis (Sindipol/ES) falaram sobre a prova de vida, pediram agilidade no pagamento de novas pensões e no reenquadramento dos beneficiários aposentados por doença ocupacional.

PROVA DE VIDA

De acordo com o presidente do Sindipol/ES, Aloísio Fajardo, a “Prova de Vida” vai mesmo começar em agosto, e será feita no mês de aniversário do beneficiário. Ou seja, os beneficiários que nasceram antes de agosto, terão que fazer a Prova de Vida em 2022.

O Recadastramento, por meio de “Prova de Vida” é o ato obrigatório do aposentado e/ou pensionista comprovar que está vivo para garantir a continuidade do pagamento do seu benefício previdenciário (provento de aposentadoria, reserva, reforma ou pensão).

Aloísio explicou ainda que o Instituto de Previdência e Assistência do estado busca facilitar esse processo, inclusive, estudando o uso de um aplicativo. Porém, neste momento, Aloísio reforçou que a “Prova de Vida” deve ser feita no bando do estado, o Banestes.

NOVAS PENSÕES

A diretoria do Sindipol/ES também questionou um problema que está sendo recorrente, a demora na aprovação dos benefícios, em especial, por morte de policiais civis durante a pandemia.

Atualmente, a liberação dos benefícios está demorando de dois a três meses. O Sindicato dos Policiais Civis pediu agilidade no processo de aprovação e defendeu que muitas famílias dependem do benefício. Aloisio explicou que, em muitos casos, o salário do policial civil era a única renda.

DOENÇA OCUPACIONAL

Foram anos de luta e empenho do Sindicato dos Policiais Civis do Espírito Santo para que o Governo do Estado reconhecesse as aposentadorias por moléstias graves e doença ocupacional, equiparando-as aos casos de acidente de trabalho.

Entretanto, algumas aposentadorias ainda não foram “reenquadradas” dentro da nova lei. Em resposta, o IPAJM explicou que está treinando novos profissionais e estudando um sistema específico para fazer as avaliações e transformações dos processos de aposentadoria.

Como compromisso com a categoria, o Sindipol/ES segue acompanhando tudo de perto.

FORÇA, UNIÃO E LUTA