POSSE DOS NOVOS INVESTIGADORES

A diretoria do Sindipol informa que os investigadores já formados na Academia de Polícia não terão que aguardar um parecer do Tribunal de Contas (TC-ES) para começar a jornada de trabalho na PC-ES.

Ao todo, 72 investigadores formados teriam que aguardar uma validação do Tribunal de Contas, que está analisando os processos de aposentadoria. E isso iria interferir diretamente na nomeação e na posse dos novos policiais. Entretanto, o Sindipol garantiu a nomeação de todos e trabalha para acelerar a posse dos investigadores.

“Pedimos que os policiais tomem posse logo por uma série de motivos. Temos uma defasagem crescente e mesmo com o governo abrindo concurso público e chamando até os candidatos excedentes, como é o caso dos investigadores que estão aguardando, ainda falta policial civil no quadro operacional”, pontuou Aloísio Fajardo, presidente do Sindipol.

Fajardo também destacou a vontade e o empenho dos novos policiais civis.

“Estamos falando de profissionais que já foram treinados. De pessoas que lutaram junto ao Sindipol para que o Governo convocasse os candidatos excedentes do concurso e que já abriram mão de vida de cidadão 'normal' para se entregar ao cargo de policial civil”, lembrou.

PROCESSO DE POSSE

O Sindipol lembra que os policiais civis que aguardam o processo de posse já devem providenciar os documentos necessários. Também é importante  saber como funciona o processo de publicação da posse.

Possivelmente, o processo seguirá os mesmos moldes do edital aplicado à primeira turma do concurso, nomeada em 2021. Caso siga, o policial civil, entre outros procedimentos, terá que passar por uma perícia e enviar a documentação exigida via E-Docs. Veja o edital de publicação da posse 2021.

CONVOCAÇÃO DE POSSE

Edital 41

Edital 42

SERVIDORES QUE IRÃO MUDAR DE CARGO

No caso dos servidores públicos que irão migrar para a Polícia Civil, as regras para a posse são específicas.

Será necessário informar a necessidade da postergação da posse. Nesse caso, o servidor vai tomar posse, iniciar o exercício na Polícia e pedir exoneração do cargo anterior no mesmo dia.

“São dicas importantes para que os policiais civis não tenham, por exemplo, suas progressões afetadas. Estamos sempre dispostos a ajudar”, finalizou Aloísio Fajardo, presidente do Sindipol.

 

FORÇA, UNIÃO E LUTA