sindipoles-defende-abono-para-policiais-civis-em-2017

Os servidores estaduais do Espírito Santo não recebem abono desde 2014. E depois de tantos cortes, ajustes orçamentários e fiscais, o Sindicato dos Policiais Civis (Sindipol/ES) acredita que o governo tem condições de conceder o abono em 2017.

O benefício pago pelo governo sempre no final do ano seria apenas um estímulo aos servidores públicos estaduais, em especial para os policiais civis, que recebem um dos piores salários do Brasil, estão há anos sem revisão salarial, sobrecarregados de trabalho e ainda atuando em delegacias com condições precárias.

No Espírito Santo, o governador Paulo Hartung foi a público dizer que o estado é um dos poucos da Federação com as contas organizadas e em dia, por isso, o Sindicato dos Policiais Civis acredita ser viável conceder o abono e vai reforçar o pedido para o pagamento esse ano. Além disso, vale ressaltar, que a concessão do abono é uma iniciativa que aqueceria a economia.

O Sindipol/ES esclarece que os servidores capixabas estão há quatro anos sofrendo para pagar suas contas por causa da crise financeira causada pela corrupção institucionalizada no país, e um dos reflexos é o achatamento salarial dos trabalhadores.

Além disso, a falta de investimentos na Polícia Civil só potencializou e agravou ainda mais a crise para os policiais civis capixabas que trabalham em total estado de abandono. Por isso, para o Sindicato dos Policiais Civis, o abono seria uma forma de valorizar os profissionais que já foram bastante afetados pela ausência de políticas públicas estruturantes.

 

JUNTOS SOMOS FORTES, UNIDOS SOMOS IMBATÍVEIS!!!!