08-de-marco-dia-internacional-da-mulher-e-da-forca-feminina

Hoje, quinta-feira (08), as solenidades e reverências são para todas as mulheres, em especial, as guerreiras policiais civis sindicalizadas e pensionistas, pela força, determinação, inteligência, sensibilidade e pela vontade de vencer na vida pessoal e profissional.

O Sindicato dos Policiais Civis do Espírito Santo (Sindipol/ES) sabe que as guerreiras da PC/ES deixam seus filhos e maridos em casa para defender famílias que nem conhecem. Isso faz parte da rotina das mulheres profissionais de segurança pública todos os dias.  Por isso, o Sindipol/ES parabeniza todas as mulheres por essa data tão especial, marcada por homenagens, ações e pela busca por igualde, direito e justiça.    

“É uma honra para todos nós do Sindicato dos Policiais Civis representar essas guerreiras que cada vez mais tem conquistam o seu espaço na sociedade, e, hoje, nós gostaríamos de parabenizar as policiais civis da PC/ES que se dedicam todos os dias em defender a sociedade capixaba”, disse, Jorge Emílio Leal, presidente do Sindipol/ES.

MULHERES CONTINUAM MORRENDO NO ESPÍRITO SANTO

Dados divulgados pelo Monitor da Violência, com base nas informações da Secretaria de Segurança Pública (Sesp), revelaram que o Espírito Santo está entre os três primeiros Estados onde mais matam mulheres em todo o Brasil. Ocupa também o terceiro lugar na Região Sudeste. Em 2017, a Secretária de Segurança Publica registrou 41 casos, seis a mais que em 2016.

Os dados também mostram que mesmo após três anos da Lei do Feminicídio ter sido sancionada, ainda hoje muitos casos não são contabilizados e os que existem possuem apenas dados parciais.

Para o presidente do Sindipol/ES, Jorge Emílio Leal, a situação do ES é crítica e resultado da falta de investimentos em segurança pública e educação.

“O respeito as mulheres é coisa de educação, deveria vir de casa e ser ensinado na escola. Mas, quando se torna um problema de segurança pública atinge diretamente a Polícia Civil. Hoje, o ES é um dos Estados que mais matam mulheres e um dos que menos investem em Segurança. Fazer campanha publicitária não resolve o problema. Sem investimentos nas forças de segurança e a valorização dos agentes públicos, muitos crimes deixam se der investigados e seus autores continuam impune” finalizou.

DIA DE LUTA

Nesta quinta-feira (08), a partir das 13 horas, mulheres do Estado vão realizar uma passeata em relação ao Dia Internacional da Mulher. A concentração será na pracinha de Jucutuquara. De lá, as mulheres seguem em caminhada com destino ao Palácio Anchieta. A data neste ano vai denunciar o Feminicídio, sobretudo, de mulheres negras, e exigir a revogação da Reforma Trabalhista. Será também um dia de luta contra os retrocessos dos direitos sexuais e reprodutivos.

O Sindicato dos Policiais Civis do Espírito Santo declara total respeito e admiração as mulheres brasileiras, em especial, as que lutam por uma sociedade que proporcione igualdade e respeito para todos.

 

FELIZ DIA DAS MULHERES!

 

JUNTOS SOMOS FORTES, UNIDOS SOMOS IMBATÍVEIS