governo-anuncia-5-de-reajuste-para-os-servidores-publicos-estaduais

Vergonha! O Secretário da Fazenda do Estado do Espírito Santo, Bruno Funchal, anunciou, durante coletiva de imprensa nesta segunda- feira (02), o valor do reajuste salarial dos servidores públicos estaduais. 5%, esse foi o percentual anunciado. Para o Sindipol/ES esse número é uma total falta de respeito.

“Isso é uma vergonha. Esse valor é uma falta de respeito com o profissional do serviço público capixaba que tem perdido seu poder de compra. 5% não recompõe se quer um ano de perdas inflacionárias. Trata-se de mais um duro golpe ao funcionalismo público estadual”, disse, Jorge Emílio Leal, presidente do Sindipol/ES.

Os funcionários públicos do Espírito Santo estão há quatro anos sem ter a sua devida recomposição salarial e agora, o Governo oferece um percentual vergonhoso. De acordo com cálculos feitos com base no Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a inflação no Brasil entre os anos de 2014 e 2018 (jan/2014 a fev/2018) atinge um percentual de 29,64%.

Ou seja, com base nisso, o valor “reajustado” pelo Governo capixaba não recompõe se quer um ano de perdas inflacionárias. Os cálculos podem ser feitos através de consulta online por meio da Calculadora do Cidadão, do Banco Central. Confira

Para o Sindicato dos Policiais Civis (Sindipol/ES) esse é mais um exemplo do jeito como o Estado trata o serviço público, como uma “brincadeira de mau gosto”.

“O servidor público estadual tem perdido seu poder de compra. Já se vão quatro anos sem o reajuste salarial. O Governo parece estar brincando com o servidor público e com a sociedade capixaba”, afirma, Leal.

O Sindipol/ES, como organização sindical representante dos policiais civis capixabas vai continuar cobrando a recomposição de todas as perdas inflacionárias, inclusive, judicialmente.

O Sindicato aproveita, para convocar toda categoria para a “Marcha contra a precarização da segurança, da saúde, e dos serviços públicos”, que será realizada nesta quinta-feira (05), a partir das 09 horas, com concentração na praça Getúlio Vargas, em Vitória. Saiba mais

“Devemos nos unir, comparecer a este momento, mostrar para o Governo do Estado que o servidor merece ser respeitado. Lutar contra esse abuso. Isso é uma vergonha. Somente com muita luta vamos alcançar a valorização dos nossos direitos, garantias e prerrogativas. Compareçam policiais civis, vamos em busca de nossa recomposição salarial e dos nossos direitos”, finalizou, Emílio.

 

JUNTOS SOMOS FORTES, UNIDOS SOMOS IMBATÍVEIS